Pesquisar

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Ensinamentos de um Santo: São Padre Pio de Pietrelcina e a Modéstia

"Palhaça", "vista-se como uma cristã" "desgraçada, vá se vestir" "cerre seus braços", "a carne descoberta vai queimar"



Aqui vou colocar mais alguns dados da vida de São Pe. Pio de Pietrelcina sobre a modéstia no se vestir. Ficou chocado com as palavras acima? De quem o leitor acha que foram estas palavras? Pois não foram de ninguém mais nem menos que: São Padre Pio de Pietrelcina! Há quem diga hoje que ele era "moralista" o chame de "retrógrado", mas nós como Cristãos Católicos autênticos e verdadeiros sabemos que isso se chama Santidade. Algo que tem faltado tanto em nossos dias. Já citei alguns escritos e fatos da vida de São Pe Pio de Pietrelcina em outro artigo, e aqui quero complementar os escritos.

Quero deixar bem claro uma coisa. São Pe Pio não falou para a época dele! Por vários motivos:

1 - A Modéstia não deve levar em conta modas indecentes. Não há "época" em que seja lícito as modas indecentes. Para estas pessoas deixo aqui as palavras de Nossa Senhora de Fátima à Jacinta: "Virão umas modas que ofenderão muito Nosso Senhor, as pessoas não devem andar com a moda, nosso Senhor é sempre o mesmo."

2 - São Padre Pio condenava muito as mulheres que usavam roupas de homem (calças compridas), e há quem diga que era apenas "sua opinião", mas que hoje as coisas mudaram. Isso não é verdade! São Pe Pio tinha vários dons, e era Santo. Um dos seus dons era o de "prever" os pecados das pessoas. Quando iam se confessar com padre Pio as pessoas diziam que era como se ele visse a própria alma da pessoa. Ninguém conseguia esconder-lhe nada. Por conta disso Padre Pio via antes mesmo que alguém falasse todos os pecados que elas tinham cometido. Vejam algumas histórias sobre as confissões de Padre Pio:

Cada confissão que Padre Pio ouvia durava, em média, somente três minutos – exceto em casos extraordinários. Segundo um cálculo, Padre Pio ouviu um total de aproximadamente cinco milhões de confissões (ou seja, mais de quinze milhões de minutos, ou mais de duzentas e cinquenta mil horas de confissão).

Um homem de Pádua, que tinha ido se confessar ao Padre Pio, tentou fazer outra confissão entre os oito dias de espera. Para burlar o período de espera, mentiu acerca do número de dias que havia passado desde sua última confissão. Quando entrou no confessionário, Padre Pio lhe expulsou e lhe acusou brutalmente de mentiroso. Depois de ser expulso, o homem disse, em lágrimas: “Tenho dito muitas mentiras ao longo de minha vida, e pensava que poderia enganar a Padre Pio também”. Porém, Padre Pio tinha um conhecimento sobrenatural de seu ato.

Padre Pio exigia que toda a confissão fosse uma verdadeira conversão. Não tolerava a falta de franqueza na explicação dos pecados. Era muito duro com os que se desculpavam, falavam sem sinceridade, ou não tinham uma firme determinação em mudar. Exigia integral franqueza e honestidade do penitente. Também exigia uma verdadeira e sincera dor no coração, e uma firmeza absoluta nas decisões para o futuro.

Muitos dos penitentes de Padre Pio fizeram a declaração assombrosa de que, quando estiveram em seu confessionário, experimentaram a imponente impressão de estarem ante a cátedra do juízo de Deus.

Se o penitente não fosse verdadeiro, ou simplesmente lesse a lista de seus pecados sem o firme propósito de mudança, Padre Pio quase sempre gritava “fora!”. Muitas pessoas diziam que Padre Pio era bruto e severo, e que às vezes batia o painel do confessionário no rosto do penitente. Frequentemente, Padre Pio denunciava um penitente com uma frase dolorosa. Mais histórias como esta vocês podem ler aqui.

Pois bem caro leitor, como Pe Pio tinha este dom, você também não poderá negar que ele estava com a razão quando expulsou mulheres com calças do confessionário. Pois se você quer defender Pe Pio e defender o uso de calças pelas mulheres ao mesmo tempo, aí há uma grande contradição. Vemos aqui que isto era um dom de Deus, e que não estava errado em condenar o ato. Ele mesmo disse:

"Vocês não sabem, que dor que custa-me fechar a porta a alguém? O Senhor tem me forçado a fazê-lo. Eu não chamo ninguém, nem recuso a ninguém também. Existe alguém que chama, e que as recusa. Eu sou Sua ferramenta inútil". Padre Pio [2]

Adorno de modéstia e sobriedade: Padre Pio na luta pela pureza


Padre Pio levava muito a sério as virtudes da pureza, colocava, já no seu tempo, à dura prova aquelas que primavam por se apresentar usando vestidos decotados e saias curtas. Ele era, de fato, bem consciente dos efeitos nocivos da moda indecente, que induz muitas almas a cair em pecado grave.

São Pio exercitou ao longo de toda sua vida as virtudes da pureza em grau heróico e, sabendo o valor elevado para a realização do Reino dos Céus, exigia que os outros a conservassem zelosamente também, e se preservassem intactos de qualquer mácula do pecado.

Sobre a mulher Padre Pio tinha um conceito muito elevado, o que o levou a denunciar qualquer coisa que denegrisse e aviltasse a dignidade das mulheres e as reduzisse a um mero objeto de prazer, especialmente a moda. Mesmo antes dos anos sessenta, quando não imperava ainda a moda da minissaia, prevendo as tendências futuras na moda que as mulheres iriam usar, Padre Pio estava preocupado em incutir o amor à modéstia e à decência no vestir. Exigia, portanto, de modo intransigente, que as mulheres estivessem vestidas decentemente, como convém a um povo temente a Deus, tomando como referência de conduta a Nossa Senhora, um excelente modelo de imaculada pureza. O Santo sofreu bastante com as modas escandalosas, que chamou de “um mal terrível” para as almas, porque conduz os homens ao pecado, aos maus pensamentos e desejos turbulentos. Ele não podia suportar que as mulheres mercantilizassem seus corpos vestindo-se de forma provocante para atrair a atenção do sexo masculino. [3]

Padre Pio levava tão a sério o problema da pureza nas regras de conduta cristã no que diz respeito ao vestuário que estas também se tornaram alvo de cartas para seus filhos espirituais.

Entre seus muitos escritos, lemos:

“As mulheres que procuram as vaidades do vestuário nunca poderão vestir a vida de Jesus Cristo, pois logo que esse ídolo entra em seus corações perdem cada um dos ornamentos da alma. Seu vestuário, assim como São Paulo quer, deve ser decentemente e modestamente adornado, sem nenhum tipo de roupa que tenha um toque de luxo e ostentação do fausto”.

Nisto, o santo de Gargano, retomava maravilhosamente a mensagem de Nossa Senhora de Fátima, que tinha anunciado para a bem-aventurada Jacinta, a mais jovem dos três pastorinhos, a vinda de modas que ofenderiam Nosso Senhor.

Todas as filhas espirituais de Padre Pio seguiam o seu conselho sincero para alongar a barra da saia até depois dos joelhos para contrabalançar o mal que faziam as outras mulheres que usavam saias e vestidos indecentes. No confessionário, Padre Pio muitas vezes bateu a porta na cara dos penitentes que apareciam usando vestuário impróprio para a sacralidade do lugar…

Repreendeu com dureza mesmo aquelas mulheres que para aparecem à sua frente, abriam o fecho da saia para puxá-la para baixo e fazê-la parecer mais longa. Muitas vezes ouvi frases como: “Palhaça”, “vista-se como uma cristã!”, “desgraçada, vá se vestir!”, “serre seus braços",  "porque você sofre menos do que aqueles que sofrem no Purgatório",  "a carne descoberta vai queimar!”

Um dia, uma senhora, para se confessar com ele, ocasionalmente alongou a saia, mas notei que o Santo mandou-a embora.

Na parte da tarde a mesma senhora foi apresentada ao Padre, como uma grande benfeitora, e ele disse: “Desculpe, esta manhã, eu dei-lhe o fora, mas agora, Senhora, eu farei novamente o mesmo”. Mas a senhora, que tinha aprendido a lição, agradeceu-lhe gentilmente a repreensão.

Nem mesmo os homens saíam ilesos da cruzada de Padre Pio pela decência no vestir. Para um homem que tinha entrado para se confessar com ele usando uma camiseta sem mangas, chamou com uma firmeza que não admitia réplicas: “Vá-se, ou você alonga as mangas ou corta os braços!”

“Eu quero que todos vocês, meus queridos filhos espirituais, combatam com o exemplo, e sem respeito humano uma santa batalha contra a moda indecente. Deus estará com vocês e irá salvá-los! As mulheres que procuram as vaidades do vestuário nunca poderão vestir a vida de Jesus Cristo, perdem cada um dos ornamentos da alma, logo que esse ídolo entra em seus corações. Cuidado com qualquer vaidade em suas roupas, porque o Senhor permite a queda dessas almas por causa dessa vaidade.” [3]

São Pio de Pietrelcina

Fontes:
[1] Christi Fidei - Pe Pio e a Confissão.

[2] (1) Dorothy Gaudiose, Prophet of the People, pp. 191-2.
[3] Seleta de textos sobre a modéstia - Cruzada Mariana (Traduzido por Andrea Patricia). 

4 comentários:

  1. Magnífico! Sábias palavras de um sábio Santo! Obrigada, São Pe. Pio de Pietrelcina !

    ResponderExcluir
  2. Minha filha e eu estamos sofrendo o desprezo por ter deixado as vaidades de tudo inclusive das calças,as pessoas olham p nós como se tivesse nojo de nós e nos excluem até de nos convidar pra festas de casamento,aniversário etc.Vou continuar e estou muito feliz assim e sei q Jesus e Nossa Senhora tbem.
    UnB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois continue mesmo Ana porque não são todas as mulheres que tem essa coragem e dar esse testemunho. Lembre-se os santos também sofriam muito desprezo e eram muito perseguidos.

      Excluir
    2. É realmente absurdo! O mundo não se importa quando uma mulher usa um shorts na virilha, até mesmo aqueles de rendas que parecem calcinhas, ninguém fala nada e ainda acham bonito. Mas quando uma mulher resolve se vestir de mulher, é alvo de muitos. Persevere! Deus é quem temos que agradar! Quando agradamos a Deus, desagradamos aos homens. Salve Maria.

      Excluir

Bem vindo ao nosso espaço! Os comentários antes de serem postados, passam por aprovação da moderação. Por isso lembramos aos seguidores que não serão aceitos comentários maldosos, irônicos com tom de maldade, acusações infundadas e ataques diretos e indiretos a Fé Católica e à Moral da Igreja. Salve Maria Puríssima.

"Eu quero que todos vocês meus queridos filhos espirituais, combatam com o exemplo, e sem respeito humano uma santa batalha contra a moda indecente. Deus estará com vocês e irá salvá-los." São Pe. Pio de Pietrelcina

Siga-nos via blogger.com

Total de visualizações de página